Home » Destaque » Primeira viagem a Nova York e um passeio por Midtown Manhattan

Primeira viagem a Nova York e um passeio por Midtown Manhattan

por Camila Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestDigg this

Minha primeira vez em Nova York foi uma experiência incrível. O clima ajudou na maior parte dos dias do fim de outono e, pela primeira vez, viajei na companhia de duas amigas e da minha irmã. Todo viajante sabe que a escolha de um bom partner faz toda a diferença para a viagem se tornar ainda melhor e mais especial, não é mesmo?

Como sempre trago dicas das minhas viagens aqui no 3P, vou fazer alguns posts sobre a Big Apple. Para começar, um roteiro cultural em Midtown Manhattan.

  • O Grand Central Terminal foi meu primeiro contato com Nova York, uma vez que me hospedei em Danbury – uma pequena cidade do estado de Connecticut –, e para chegar a Big Apple precisei sair de Bethel, outra cidadezinha de Connecticut – US$ 28 o ticket ida e volta. O percurso todo foi feito em 1h30 de trem (Metro-North Railroad), com paisagens belíssimas pelo caminho.

Ótimo ponto de partida para a minha viagem, o Grand Terminal estava na minha lista must see por ser um dos tradicionais cenários de filmes – e lá, de fato, me senti em um set de filmagem. Depois descobri que o terminal é mais do que um ponto de ligação entre as cidades. Também temos acesso direto a estação de metrô nova-iorquina, há várias lojas, mercado, bares e restaurantes. Saiba mais detalhes aqui.

Para conhecer outros pontos turísticos da cidade, peguei um mapa no Centro de Informações do Grand Central (sou da velha guarda e total adepta e amante dos mapas), e logo cheguei a The New York Public Library, a Biblioteca Pública de Nova York.

Nova York - Biblioteca Pública - Manhattan

The New York Public Library (Foto: Camila Oliveira)

  • A Biblioteca Pública de Nova York é outro clássico no background de vários filmes americanos. Quem já assistiu Sex and the City – o Filme deve lembrar que este cenário aparece e é citado em alguns momentos importantes da trama.

Apaixonada que sou por arquitetura e detalhes seculares misturado em uma cidade de arranha-céus como Nova York, me encantei de cara com a Library. No terceiro andar está o ambiente que mais me chamou atenção: a divisão geral de pesquisa da biblioteca, que fica na sala de leitura principal. Ele guarda uma coleção de respeito de mais de 43 milhões de itens! A pintura no teto deste ambiente é maravilhosa e foi outro detalhe que me impressionou.

P.S.: Exatamente atrás da New York Public Library está o Bryant Park, um dos parques públicos da cidade. O parque ainda é um ponto de partida para alguns tours gratuitos que visitam atrações da cidade. Como são em datas específicas, cheque os dias e horários  aqui.

Horário de funcionamento – Endereço: 5a Avenida com 42nd Street, Manhattan.
Horário de funcionamento: de terça e quarta-feira, das 10h às 20h, de segunda, quinta, sexta e sábado, das 10h às 18h e domingo das 13h às 17h.

  • 5th Avenue – Há alguns anos, a 5ª Avenida integra o ranking das ruas mais caras do mundo, segundo o site americano Global Post. Ela abriga paisagens muito distintas e atinge grande parte dos visitantes – tanto os que desejam conhecer os museus da Big Apple quanto os turistas que vão às compras.

A famosa avenida atravessa praticamente metade da ilha. Começa na Lower Manhattan e segue até o Harlem. No meio desse caminho todo estão lojas famosas, como as de luxo Tiffany, Prada, Gucci, Louis Vuitton, Versace, Giorgio Armani, e as mais acessíveis como GAP, H&M, Sephora e a loja de departamento Macy’s.

Entre as atrações turísticas na 5ª Avenida e arredores estão alguns museus como Guggenheim e MoMa, Rockfeller Center, Biblioteca Pública de Nova York, Central Park e Bryant Park.

  • Rockfeller Center – O complexo também é uma das atrações obrigatórias se de passagem por New York City. Infelizmente, não consegui ir até o mirante Top of Rock para ter uma vista do que é considerado um dos melhores pontos para admirar o panorama da cidade. Olha só o que eu perdi:
nova-york-from-top-of-the-rock-rockfeller-center-foto-ricardo-zanzarini

(Foto: Ricardo Zanzarini)

Além disso, o Rockfeller Plaza é popular pela pista de patinação no gelo que funciona entre outubro e abril com um custo de 25 dólares a entrada adulto (por uma sessão que dura em torno de 1h30) e mais 12 dólares pelo aluguel do patins.

O complexo ainda abriga os estúdios da rede NBC, onde são gravados vários programas, como o Saturday Night Live.

Horário de funcionamento – Endereço: entrada pela 50th Street entre a 5ª e 6ª Avenidas.
Deck de observação do Top of the Rock: o último bilhete é vendido às 23h e o último elevador sobe às 23h15.
Ingressos: 34 dólares para adultos; 28 dólares para crianças de 6 a 12 anos.
Tour NBC Studios: de segunda a sexta das 8h30 às 14h e de sábado e domingo das 8h30 às 17h.

  • MoMa (Museu de Arte Moderna). Ele abre todos os dias das 10h30 às 17h30, com entrada a US$ 25 adulto. Porém, aqui vai uma dica: às sextas, o museu funciona até às 20h e é free depois das 16h, quando funciona o esquema de “pague quanto quiser”. Aí dá pra aproveitar e citar:

A entrada com preço sugerido também vale todos os dias para o The Met (Metropolitan Museum of Art) e o Museu Americano de História Natural (American Museum of Natural History), famoso pela gravação do filme Uma Noite no Museu, em qualquer dia da semana.

  • Central Park – Se estiver de passagem pelo queridinho de Nova York, o Central Park, vale a pena caminhar relaxadamente, andar de bike ou sentar em um dos bancos para admirar a paisagem, fazer uma pausa para leitura, e aproveitar o parque como um local.

Confesso que a primeira impressão que tive ao chegar perto do Central Park não foi das melhores. O odor de cocô de cavalo que dá para sentir em algumas entradas não é dos mais agradáveis. Também não sou a favor do uso deles para rodar o parque. Esse assunto dos animais sendo explorados e a proibição da prática, com aplicação de multa, vem sendo anunciado há 2 anos. Mas pelo andar da carruagem – com perdão da piada infame – nada ainda mudou; eles continuam lá.

Do outro lado do Central Park, na 5ª Avenida, o imponente Guggenheim fica aberto ao “pague quanto quiser” aos sábados das 17h45 às 19h45. Estes são apenas alguns dos principais museus da Big Apple.

Processed with VSCO with q1 preset

Times Square (Foto: @cami_co)

  • Times Square – Saindo do Central Park, voltando algumas quadras, temos a Times Square. Ela é ponto de referência nas celebrações de Virada do Ano, e um dos lugares mais luminosos de toda Nova York. À noite, realmente impressiona. São inúmeros painéis e letreiros luminosos por vários cruzamentos e esquinas. Nessa área estão as marcas mais desejadas e consumidas pelos turistas.

Não foi o meu local favorito, mas vale a experiência de passar pelo ponto turístico mais visitado do mundo. São mais de 39 milhões de pessoas fotografando e andando pelos 12 cruzamentos da área que une a Broadway com a 7ª Avenida.

Isso é um pouco do que fiz e por onde passei no meu primeiro dia em terras nova-iorquinas. Compartilhe seu momento e sua primeira visita em Nova York. Como foi? E o que faria diferente?

Em breve teremos novos posts sobre outros cantos da Big Apple e minhas primeiras impressões pela cidade. Enquanto isso, veja algumas fotos que fiz pela Midtown Manhattan:

Previous Image
Next Image

info heading

info content


Siga o 3P nas redes sociais para mais histórias: @3ptur

Tags

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *